fbpx

Distanciamento Controlado: bandeira vermelha volta a predominar no RS

O mapa preliminar traz 12 regiões em bandeira vermelha.
Crédito: Palácio Piratini

Depois de uma semana predominantemente laranja, o mapa do Rio Grande do Sul voltou a avermelhar nesta 18ª rodada do modelo Distanciamento Controlado.

O mapa preliminar traz 12 regiões em bandeira vermelha (risco epidemiológico alto para Covid-19). As outras nove estão em bandeira laranja (risco epidemiológico médio).

Capão da Canoa, Taquara, Novo Hamburgo, Canoas, Guaíba, Porto Alegre, Palmeira das Missões, Erechim, Santa Cruz do Sul, Lajeado, Santo Ângelo e Cruz Alta são as 12 regiões classificadas em vermelho nesta 18ª rodada.

É um cenário de piora dos indicadores em comparação com o resultado do mapa definitivo divulgado na segunda-feira (31), quando quatro regiões haviam sido classificadas em vermelho: Santo Ângelo, Cruz Alta, Ijuí e Santa Rosa. As regiões Covid de Capão da Canoa, Erechim, Palmeira das Missões, Cruz, Guaíba e Lajeado foram as que apresentaram piora mais significativa nos últimos sete dias.

Apesar da estabilização em vários indicadores gerais, o mapa preliminar teve ampliação do número de regiões com classificação de alto risco por conta do aumento de registros de novas internações confirmadas por Covid-19.

Esse indicador, em particular, alcançou bandeira preta em algumas regiões. É caso das áreas de Lajeado, Santa Cruz do Sul, Palmeira das Missões, Taquara e Capão da Canoa

As regiões de Porto Alegre, Guaíba, Canoas e Novo Hamburgo aparecem novamente com bandeira vermelha. “Pois a macrorregião Metropolitana teve redução do número de leitos livres de UTI nesta última semana.”

Alertas

Os indicadores mostram que houve elevado crescimento de novos casos de hospitalizações por Covid-19 nos últimos sete dias, por local de residência, nas regiões de Capão da Canoa (+171,4%), Erechim (+86,7%), Palmeira das Missões (+80%), Cruz Alta (+50%), Guaíba (33,3%) e Lajeado (33,3%).

Leia também

Total
35
Share