fbpx

Marchezan propõe retomada escalonada das atividades econômicas

Retorno deve ter alternância entre abertura e fechamento
O prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan Júnior. Foto: Cesar Lopes/PMPA (Arquivo)

A prefeitura de Porto Alegre propõe definir um calendário para a retomada escalonada das atividades econômicas na cidade. A ideia foi anunciada pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, nesta terça-feira (3), em reunião virtual com representantes de entidades empresariais.

No encontro, foram discutidas medidas de retomada das atividades econômicas na Capital. A prefeitura quer que setores da economia alternem semanas com estabelecimentos abertos e semanas com os locais fechados. A cada duas semanas de liberação, uma seria de fechamento total, para evitar novos fechamentos.

Para possibilitar que o plano de reabertura contemple os setores de maneira equilibrada e sem colocar em risco o sistema de saúde do município, a retomada deverá ser escalonada. Caso as medidas sejam aprovadas, a reabertura deve iniciar pela indústria e pela construção civil. Entidades ainda discutirão a proposta da prefeitura.

“A liberação é por semana, de acordo com perigo de contágio, volume de circulação, semelhante com o que foi feito em abril, uma progressão semanal”, afirma Marchezan. O prefeito passou a articular uma flexibilização das medidas de restrição após a estrutura de saúde de Porto Alegre ter registrado uma leve estabilizada.

Embora tenha diminuido o ritmo de aumento na demanda por leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), o percentual de ocupação segue elevado. Na tarde desta terça-feira, dos 812 leitos de UTI em operação em de Porto Alegre, 710 (89,3%) estavam ocupados, sendo que 359 (50%) são de pacientes confirmados (315) ou suspeitos (44) de Covid-19.

Leia também

Total
7
Share