No apagar das luzes, Grêmio vence o Novo Hamburgo e garante Gre-Nal

Pela primeira vez na Arena durante a pandemia, o Grêmio levou um susto, mas venceu por 4 a 3.

Compartilhe:

Em um jogo cheio de gols, Grêmio e Novo Hamburgo fizeram, na noite deste domingo (2), uma semifinal do segundo turno do Campeonato Gaúcho movimentada. Pela primeira vez na Arena durante a pandemia, o time do técnico Renato Gaúcho levou um susto, mas venceu por 4 a 3.

Logo no primeiro minuto, o Grêmio foi efetivo e conseguiu abrir o placar. No lance, Alisson desceu pela direita e acionou Everton na área, que dominou e cruzou na medida para Diego Souza desviar e mandar de cabeça para o fundo das redes, 1 a 0.

Mesmo com a vantagem, o Grêmio seguiu pressionando e impondo seu ritmo à partida. Aos 22 minutos, o tricolor tramou uma jogada rápida e efetiva, conseguindo ampliar o placar. O lance começou com Orejuela, que acionou Diego Souza pelo meio. O centroavante lançou mais à direita, para Everton, que cruzou rasteiro. Jacsson tentou a defesa, mas se atrapalhou e a bola acabou sobrando para Maicon. O volante empurrou para o gol e marcou o segundo gremista.

Correndo atrás do marcador, o Novo Hamburgo foi para cima do Grêmio. Aos 30 minutos, em cobrança de falta, Zé Mário bateu forte e a bola passou à direita de Vanderlei, que não conseguiu alcançar e fazer a defesa. O Novo Hamburgo, assim, encostou no marcador.

O Novo Hamburgo conseguiu empatar a partida depois de um erro na defesa gremista. Aos 37 minutos, Matheus Lagoa abriu pela direita e acionou Juba, já na área. O atacante tocou para Kayron que assinalou o segundo.

Segundo tempo

O Grêmio iniciou a etapa complementar buscando voltar à frente no placar. Logo aos 2 minutos, Guilherme Guedes cruzou para Diego Souza, que mandou para o fundo das redes, mas a arbitragem anulou o gol por sinalizar uma falta do centroavante sobre Diego Ivo.

O tricolor seguiu em cima e construiu uma boa oportunidade que, ao final, resultou no terceiro gol. O lance começou com um passe de Jean Pyerre para Guilherme Guedes, na esquerda. O lateral recebeu e cruzou na medida para Diego Souza empurrar para o fundo do gol, com 13 minutos jogados.

Na vontade, o time do Vale do Sinos mostrou que não iria se entregar. O Novo Hamburgo teve um pênalti a seu favor aos 34 minutos. Zé Mário foi para a cobrança e converteu para o time do Noia, igualando novamente o placar na Arena.

Na reta final, aos 45 minutos, já no apagar das luzes, os gremistas conseguiram assinalar o gol da classificação. Everton colocou a bola na área, a defesa se atrapalhou e a bola sobrou para Luciano, que chutou e balançou as redes, marcando o quarto.

Com o resultado, o Grêmio se classificou para a final do segundo turno do Gauchão, que será disputada na quarta-feira (5), com um clássico Gre-Nal.


Compartilhe: