fbpx

Comércio reabrirá temporariamente em Porto Alegre para o Dia dos Pais

Atividades serão liberadas entre sexta-feira e domingo
Movimentação no centro de Porto Alegre durante a reabertura do comércio em junho. Foto: Maria Ana Krack/PMPA (Arquivo)

A prefeitura de Porto Alegre autorizou a reabertura do comércio entre esta sexta-feira (7) e o domingo (9) em função do Dia dos Pais. O prefeito Nelson Marchezan Junior anunciou a flexibilização nesta quinta-feira (6) para permitir que as lojas realizem vendas na data especial.

Os protocolos para funcionamento das atividades comerciais e “desova” dos estoques de inverno ainda estão em definição. Conforme Marchezan, em virtude da preparação para sua defesa no processo de impeachment aberto pela Câmara de Vereadores nessa quarta-feira (5), não foi possível elaborar as regras antes.

Desde a última terça-feira (4), o governo do Estado permite a abertura do comércio e de restaurantes em cidades com bandeira vermelha. Com base no decreto estadual, algumas prefeituras estão autorizando o funcionamento do comércio não essencial e de estabelecimentos gastronômicos.

Reuniões virtuais estão sendo realizadas nesta quinta-feira para, também, definir um calendário de retomada das demais atividades consideradas não essenciais. Pressionado por diversos setores, o prefeito deve permitir o retorno ao serviço na Capital em fases, a partir da próxima segunda-feira (10).

Reabertura em Porto Alegre

Para possibilitar que o plano de reabertura contemple os setores de maneira equilibrada e sem colocar em risco o sistema de saúde do município, a retomada deverá ser escalonada. Caso as medidas sejam aprovadas, a reabertura deve iniciar pela indústria e pela construção civil. Entidades discutem a proposta da prefeitura.

“A liberação é por semana, de acordo com perigo de contágio, volume de circulação, semelhante com o que foi feito em abril, uma progressão semanal”, afirma Marchezan. O prefeito passou a articular uma flexibilização das medidas de restrição após a estrutura de saúde de Porto Alegre ter registrado uma leve estabilizada.

Embora tenha diminuido o ritmo de aumento na demanda por leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), o percentual de ocupação segue elevado. Na tarde desta quinta-feira, dos 821 leitos de UTI em operação em de Porto Alegre, 709 (87,75%) estavam ocupados, sendo que 369 (44,94%) são de pacientes confirmados (336) ou suspeitos (33) de Covid-19.

Leia também