fbpx

Rio Grande do Sul começa pagamento de salários de servidores no dia 11 de agosto

Conforme a Secretaria da Fazenda, o primeiro depósito ocorre no dia 11 de agosto, com todas as matrículas recebendo até R$ 1.500. A previsão é quitar a folha de julho no dia 31 do mês que vem.
Foto: Alex Rocha/Palácio Piratini

O governo do Estado do Rio Grande do Sul divulgou, por volta das 20h desta quinta-feira (30), o calendário de pagamentos dos salários do funcionalismo. Conforme a Secretaria da Fazenda, o primeiro depósito ocorre no dia 11 de agosto. A previsão é quitar a folha de julho no dia 31 do mês que vem.

Nesta sexta-feira (31), o governo depositará apenas a 7ª parcela do 13º salário de 2019. Serão dispostos R$ 127,9 milhões para o pagamento dos décimos atrasados. A Secretaria da Fazenda adverte que, havendo margem dentro do fluxo de caixa, novos pagamentos poderão ser feitos para acelerar a quitação da folha.

O primeiro depósito será no dia 11 de agosto no valor de R$ 1.500. Com este pagamento, o governo do Estado quita os salários de quem recebe líquido até este valor, o que corresponde a 24% dos vínculos, e garante a mesma parcela de R$ 1.500 para todos os demais servidores.

O próximo depósito está previsto para 12 de agosto, no valor de R$ 3.750. Neste dia, quando será recebida a terceira parcela do suporte federal da Lei Complementar 173, serão integralizados os salários de quem recebe líquido até R$ 5.250 (80% dos vínculos)

A terceira parcela será paga no dia 13 de agosto. Serão quitados os vencimentos de até R$ 8.500, com depósitos de até R$ 3.250, totalizando 93% de todos os servidores.

Os salários mais altos do funcionalismo público gaúcho serão pagos somente no dia 31 de agosto. Conforme a Fazenda, a previsão de perda bruta de arrecadação para agosto é atualmente semelhante àquela verificada neste mês de julho, próxima a R$ 200 milhões, quando comparada à programação para o mês feita antes do início da pandemia.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas