fbpx

Nível do rio do Sinos aumenta e famílias deixam casas em Campo Bom

Nível da água segue aumentando e já gera transtornos
Cheia do rio do Sinos no bairro Porto Blos. Foto: Nadine Funck/Prefeitura de Campo Bom
Cheia do rio do Sinos no bairro Porto Blos. Foto: Nadine Funck/Prefeitura de Campo Bom

O nível do rio do Sinos segue aumentando e famílias já precisaram deixar suas casas em Campo Bom. A altura da água que, na quarta-feira (8), estava em 6,40 metros, aumentou para 6,86 metros na tarde desta quinta-feira (9). A cheia já dificulta o acesso aos bairros Barrinha e Porto Blos.

Durante a madrugada, a Defesa Civil levou duas famílias para casas de familiares. Até o momento, sete pessoas estão desalojadas. A Prefeitura de Campo Bom informou que disponibilizou alojamento em um ginásio para receber possíveis desabrigados.

Nível da água no bairro Barrinha, em Campo Bom. Foto: Nadine Funck/Prefeitura de Campo Bom

O coordenador da Defesa Civil na cidade, Paulo Silveira, afirmou que a previsão para os próximos dias segue a mesma. “A estimativa é de que aumente o nível da água durante a tarde de hoje (quinta-feira), até o meio dia de sexta-feira (10)”, disse o coordenador. Conforme Silveira, o nível da água aumenta depois que para de chover, pois Campo Bom recebe o acúmulo de água que segue descendo da Serra.

Dois pontos de inundação já são registrados na cidade. Conforme a prefeitura, tratam-se da rua Marcos Silvano, no bairro Vila Rica, e do acesso ao balneário Chico Mendes, no bairro Porto Blos. Na Barrinha, o nível da água gera alerta, mas não chegou ao asfalto. Para atingir a rua, o rio deve chegar a 7,20 metros e, para atingir casas, precisa chegar a 7,45 metros.

Uma erosão de pavimento foi registrada na rua Pio XII, na Barrinha. Segundo a Secretaria de Obras, a erosão tem aproximadamente 15 metros de extensão e foi contida com pedras. O tráfego segue em meia pista no local. A Defesa Civil e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação seguem em alerta e monitoram a situação do rio do Sinos.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas