fbpx

Famílias são removidas de casa após enchente em Venâncio Aires

Pessoas ficaram ilhadas e precisaram ser resgatadas
Enchente em Venâncio Aires deixa desalojados e desabrigados. Foto: Leandro Osório/Prefeitura de Venâncio Aires
Foto: Leandro Osório/Prefeitura de Venâncio Aires

O Distrito de Vila Mariante, em Venâncio Aires, foi assolado, nesta semana, pela maior enchente dos últimos 30 anos. Famílias precisaram ser removidas da localidade na quarta-feira (8) e na tarde desta quinta-feira (9). Ao todo, 80 pessoas deixaram suas casas na cidade do Vale do Rio Pardo, afetada pela cheia do rio Taquari.

Em diversos pontos, a água encobriu residências e algumas pessoas precisaram ser retiradas dos telhados. A maior parte dos resgates foi realizada nesta quinta-feira, por conta da resistência dos moradores em deixar os lares já na quarta-feira. Os trabalhos foram realizados pelo Corpo de Bombeiros e pela Defesa Civil. Um helicóptero da Brigada Militar auxiliou nos resgates.

Moradores ilhados precisaram ser resgatados. Foto: Leandro Osório/Prefeitura de Venâncio Aires

Os acessos a Mariante, assim como a energia elétrica, foram interrompidos. Na localidade, o nível do rio Taquari chegou a 18 metros, quando o normal é pouco mais de um metro e meio. A forte correnteza também dificultou o trabalho realizado na localidade. Outras regiões adjacentes também estão com os acessos bloqueados.

Uma base de suporte foi montada pela prefeitura em um ginásio. A Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social atende cerca de 15 pessoas, proporcionando alimentação, roupas e itens de higiene. Para atender os desabrigados e desalojados, são solicitadas doações de alimentos, água, roupas, calçados, móveis, material de limpeza e uso pessoal, que serão encaminhadas para as pessoas atingidas.

A Defesa Civil do Estado sobrevoou a região e encaminhou colchões, travesseiros, cobertores, máscaras, luvas descartáveis, protetores faciais e frascos de álcool em gel e sabonete líquido. Em paralelo, a Defesa Civil de Venâncio Aires já realiza os levantamentos para o encaminhamento de decreto de situação de emergência.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas