fbpx

Teatro – Ensaio Aberto promove aula com diretor Luiz Fernando Lobo

A Arte do Espectador é o novo curso da Companhia Ensaio Aberto, gratuito com aulas ao vivo, na…

A Arte do Espectador é o novo curso da Companhia Ensaio Aberto, gratuito com aulas ao vivo, na plataforma digital da Companhia. O diretor Luiz Fernando Lobo, durante 5 segundas-feiras, entre os dias 6 de julho e 03 de agosto, vai propor discussões a partir de recortes da cena teatral contemporânea pelo olhar do público.

O Curso: A Arte do Espectador é um curso para o espectador. O ponto de partida são imagens de espetáculos de alguns diretores, como Ariane Mnouchkine, Peter Brook, Tadeuz Kantor, Patrice Chereau, Roger Planchon, Bertolt Brecht, Giorgio Strehler, Peter Stein, Klaus Michael Gruber, Mathias Langhoff, entre outros. Em conjunto com os participantes, o diretor Luiz Fernando Lobo irá propor analises da gramática cênica, linguagens, filiações estéticas e teóricas dos espetáculos selecionados.

Serão estudados conceitos como o quarto criador (Meyerhold), o público dos esportes (Brecht) e o espectador especializado (Ariane Mnouchkine), com o intuito de transformar o espectador em sujeito do espetáculo. “Cada espetáculo é criado para um espectador ideal. O olhar do espectador influencia na criação do ator e do diretor”, afirma o diretor Luiz Fernando Lobo.

Como se inscrever: Não é necessário ser um profissional da área artística. Basta acessar o link e responder o formulário de inscrição. Link Bit.ly/ArtedoEspectador.

Vagas limitadas. São oferecidas 20 vagas destinadas ao público em geral, interessado em pensar e discutir a arte da cena.

Sobre a Companhia Ensaio Aberto

A Companhia Ensaio Aberto nasceu no ano de 1992 com a proposta de retomar o teatro épico no Brasil e fazer dos palcos uma arena de discussão da realidade, resgatando sua vocação crítica e politizada. Desde que foi fundada pelo diretor Luiz Fernando Lobo e pela atriz Tuca Moraes, a Companhia explora a ideia do ensaio como experimento e busca romper a ilusão do teatro, questionando e reinventando a relação palco-plateia.

A montagem “O Cemitério dos Vivos” (1993) foi a que inaugurou a Companhia, que já traz em sua história mais de vinte espetáculos, incluindo edições de peças consagradas, como “Missa dos Quilombos”, que ficou mais de uma década em cartaz e tornou-se um símbolo do trabalho do grupo. Já em 2019, os últimos trabalhos do coletivo foram Estação Terminal, texto baseado na obra de Lima Barreto, e Luz nas Trevas, de Bertolt Brecht. No ano passado, o coletivo comemorou os 26 anos de trajetória com uma programação dedicada a Karl Marx, em homenagem ao bicentenário do nascimento do filósofo alemão.

CURSO A ARTE DO ESPECTADOR

Gratuito

Inscrições: 17 a 28 de junho de 2020

Publicação dos selecionados: 03 de julho de 2020

Período do Curso: 06 de julho a 03 de agosto de 2020

Horário das aulas: 19h às 22h

publico@ensaioaberto.com / (21) 98909-2402 (WhatsApp)

Notícias relacionadas
Total
0
Share