fbpx

Chuva intensa provoca alagamentos e queda de árvores em Porto Alegre

Árvores também caíram. A previsão para o restante do fim de semana, no entanto, é de retorno do sol e frio ao Rio Grande do Sul. 
Foto: EPTC / PMPA / Divulgação

A manhã de sábado teve pontos de alagamento causados pela chuva intensa que atingiu Porto Alegre na madrugada. Árvores também caíram. A previsão para o restante do fim de semana, no entanto, é de retorno do sol e do frio ao Rio Grande do Sul.

A precipitação chegou na Capital gaúcha por volta das 5h da manhã. Foram vários momentos de chuva intensa a torrencial. No bairro Jardim Botânico, onde fica o pluviômetro oficial do INMET (Instituto Nacional de Meteorologia), foram registrados 41 milímetros de chuva na zona leste da cidade.

Rapidamente a chuva provocou problemas na cidade. Ruas ficaram alagadas e arroios transbordaram. Os piores transtornos foram na zona norte da Capital, que enfrenta problemas históricos no escoamento da chuva.

No bairro Sarandi, o arroio Sarandi – que dá nome ao bairro – transbordou, invadindo dezenas de casas. Carros também foram atingidos.

Na região da avenida Sertório, um pico de energia na rede da CEEE (Companhia Estadual de Energia Elétrica) causou uma pane elétrica na estação de bombeamento. Isso ocasionou alagamento na via e em ruas próximas. Equipes já realizaram a manutenção, todas as bombas estão em funcionamento e o sistema passou a se normalizar nesta manhã.

Conforme a Prefeitura de Porto Alegre, foram registrados 4 pontos de alagamento com bloqueio total. Outros dois tiveram bloqueio parcial de uma faixa. E mais 24 locais com acúmulo de água sem bloqueios.

Duas pontos tiveram interrupções totais e um parcial devido à queda de vegetal na via.

Obras podem resolver problemas

A região da Sertório sofre com alagamentos há pelo menos 30 anos. De acordo com a Prefeitura, o bairro tem falta de estrutura e de investimentos em macrodrenagem. Em janeiro de 2017, as casas de bombas, por exemplo, funcionavam com 40% da capacidade. Hoje, com manutenções e melhorias, já operam com mais de 80%.

Para combater o problema, a Prefeitura tem realizado obras de macrodrenagem da bacia do Arroio Areia. Os serviços estão em andamento e tem sete frentes. “Essas obras servirão para amenizar os alagamentos nessa região, contemplando, inclusive, a reforma e ampliação da Ebap Silvio Brum”, aponta a administração municipal.

Leia também

Total
24
Share