RS recebe mais 85 mil testes rápidos e testará idosos sintomáticos

Compartilhe:

O Rio Grande do Sul recebeu um lote de cerca de 85 mil testes rápidos para Covid-19 do Ministério da Saúde. A nova leva se soma aos 130 mil que já haviam sido enviados pelo Governo Federal. O anúncio foi feito durante a transmissão ao vivo diária do governador Eduardo Leite nesta sexta-feira (24).

Com a chegada de um novo lote, a Secretaria Estadual da Saúde (SES) passa a priorizar, também, a testagem da população de idosos sintomáticos. Até agora, os exames eram dirigidos a profissionais da saúde e da segurança pública.

A secretária da Saúde, Arita Bergmann, disse que todas as pessoas com mais de 60 anos, independentemente de comorbidades, sintomas ou se estiverem em instituições de longa permanência, poderão ser testadas. Conforme Arita, os municípios que já registraram casos positivos de coronavírus também serão priorizados.

Com esse novo lote, o Estado soma o recebimento de 130 mil testes rápidos vindos do Ministério da Saúde. O envio dos testes para os municípios seguirá critérios como número de habitantes e quantidade de casos confirmados.

Teste rápido
O exame de anticorpos atesta a presença do vírus a partir de dez dias depois do início dos sintomas. Para a realização, é necessária a coleta de apenas uma gota de sangue. O resultado fica pronto em até 20 minutos e detecta a presença de anticorpos (IgG e IgM), que são defesas produzidas pelo corpo humano contra o coronavírus.

Segunda rodada de testes da UFPel começa neste sábado
Uma nova remessa de testes rápidos foi enviada para a Universidade Federal de Pelotas (UFPel) realizar a pesquisa de amostragem para fins de gestão da crise sanitária. O levantamento, majoritariamente, serve de base para decisões sobre o distanciamento social controlado no Rio Grande do Sul.

O primeiro estudo a levantar a proporção de casos de coronavírus na população do Rio Grande do Sul inicia a segunda fase da pesquisa neste fim de semana. A meta é realizar mais 4,5 mil testes rápidos e entrevistas em nove cidades gaúchas, incluindo Porto Alegre, entre sábado (25) e a segunda-feira (27).

O Estado espera ter os resultados no dia 29 de abril. “Além de outras evidências científicas e análise de dados, os resultados servirão de base para a elaboração do novo modelo de distanciamento controlado, que deve ser adotado a partir de maio”, explicou o governador Eduardo Leite.

A pesquisa inédita, encomendada pelo Palácio Piratini à UFPel, irá mapear os casos de coronavírus no Estado, avaliar a velocidade de disseminação da Covid-19 e fornecer subsídios para estratégias de saúde pública baseadas em evidências científicas.


Compartilhe: