Ambulatório de especialidades de Campinas vira hospital de campanha

Compartilhe:

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou hoje (16) a transformação do Ambulatório Médico de Especialidades (AME) de Campinas, no interior do estado, em um hospital de campanha para tratamento do coronavírus.

“Ele já foi transformado em um hospital específico para a covid-19, com 25 leitos de UTI (unidade de terapia intensiva). Já estão em atividade 15 leitos clínicos e amanhã [17] entram em funcionamento mais 10 leitos de UTI”, disse Doria. Após a pand


emia, o AME deverá retomar seu perfil ambulatorial.

Este é o primeiro AME do estado a ter seu perfil reprogramado para focar no atendimento com caráter hospitalar.

Segundo o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann, a intenção do governo é transformar também a AME Barradas, na comunidade de Heliópolis, em um hospital de campanha. “Na região de Heliópolis [maior comunidade da capital], fizemos um estudo com a prefeitura e vamos repetir essa situação. O AME Barradas passará fazer parte desse mesmo processo e se transformará em um hospital de campanha para atender os pacientes da região. Lá teremos 170 leitos [de enfermaria] e 30 leitos de UTI. Já iniciamos o processo de transformação e ele deve estar em funcionamento em 15 dias”, disse Germann.

São Paulo tem, até este momento, 11.043 casos confirmados de coronavirus, com 778 mortes. Há ainda 1.135 pessoas internadas em unidades de UTI e 1.241 em enfermarias.

Isolamento

Segundo Doria, a taxa de isolamento no estado de São Paulo atingiu novamente 50% ontem, repetindo o que foi observado desde segunda-feira.  

Em entrevista concedida hoje no Palácio dos Bandeirantes, Doria mencionou 20 cidades do estado em que a taxa de isolamento foi próxima ou superior a 60%: São Sebastião, Ubatuba, Lorena, Cruzeiro, Caçapava, Botucatu, Ribeirão Pires, Ibiúna, Bebedouro, São Vicente, Cajamar, Itanhaém, Mairiporã, Caraguatatuba, Poá, Votuporanga, São Roque, Pirassununga, Caieiras e São João da Boa Vista.

O ideal, segundo o governo paulista é que a taxa fique acima de 70%.

Ponto facultativo

Doria informou ter decretado ponto facultativo para o dia 20 de abril, véspera do feriado de Tiradentes. Segundo o governador, o ponto facultativo não engloba as áreas consideradas como serviços essenciais na cidade, tais como segurança, saúde, abastecimento e logística. 


Compartilhe: