Ronaldinho Gaúcho é detido com passaporte falso em hotel no Paraguai

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho, 39, e seu irmão, Roberto Assis, foram detidos no Paraguai na noite desta quarta-feira (4) por suposto uso de passaporte falsificado. Ambos estavam em um hotel de Asunción. 

Compartilhe:

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e o irmão, Assis, foram detidos pela polícia paraguaia na noite desta quarta-feira (04). O jogador e o irmão foram ao país inaugurar um cassino pertencente a um empresário brasileiro.

Porém, as autoridades dizem que eles tentaram entrar no Paraguai com o uso de documentos falsificados. O Ministério Público informou que eles passaram a noite no hotel e serão levados para a sede do MP local, onde vão prestar depoimento.

Ronaldinho Gaúcho, acompanhado de seu irmão, inauguraria um casino no Hotel Il Palazzo, na região de San Lorenzo, no Paraguai. No perfil oficial do hotel no Instagram é possível ver uma série de anúncios da presença do craque no evento, que a princípio segue marcado para esta quinta-feira (05).

“Vamos fazer cumprir a lei. Temos a informação de que ele tem documentação adulterada”, disse Euclides Acevedo, ministro do Interior do Paraguai. Ele concedeu uma entrevista à Rádio Ñandutí.

A revista Veja disse ter tido acesso ao boletim de ocorrência. A reportagem disse que, mesmo sem encontrar o registro em sistema dos documentos apresentados na imigração, a entrada de Ronaldinho e Assis em território paraguaio foi autorizada pelos agentes do Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi.

O jogador e o irmão passaram a noite na suíte do hotel e na manhã desta quinta-feira (05) vão ser levados a sede do Ministério Público do país.


Compartilhe: