Ônibus de Porto Alegre têm menos horários a partir desta segunda

Compartilhe:

A partir desta segunda-feira (23), a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) aplica uma redução na tabela horária dos ônibus de Porto Alegre devido ao novo coronavírus. A redução de horários varia entre 10% e 50% na oferta das linha de ônibus.

Conforme a EPTC, a redução de passageiros nos coletivos da Capital, na semana passada, por causa da Covid-19, foi de 50% em relação à semana anterior. A consulta sobre os novos horários das linhas deve ser feita no aplicativo do TRI e a fiscalização da nova tabela horária é realizada pela EPTC e outros agentes.

Na noite de sexta-feira (20), um decreto foi assinado e ampliou as restrições para o transporte coletivo urbano e metropolitano, transporte privado de passageiros, transporte individual público e privado. As medidas já foram publicadas no Diário Oficial de Porto Alegre (Dopa).

Novas medidas para o transporte público
– Limite de passageiros conforme a disponibilidade de assentos, não podem ser transportados em pé;
– A restrição de circulação de idosos, nos horários de pico das 6h às 9h e das 16h às 19h;
– Com a suspensão das aulas, estudantes podem utilizar o transporte das 11h às 14h30, para garantir acesso à refeição servida nas escolas;
– Manter à disposição, na entrada e saída do veículo, álcool gel 70%, para utilização dos passageiros, motoristas e cobradores;
– As concessionárias e permissionárias de transporte coletivo devem observar rigorosamente a tabela horária dos transportes coletivos fornecida pela Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), sob pena de responsabilização pessoal civil e penal de seus respectivos administradores.

Recomendações aos usuários de táxis e apps
Táxis e aplicativos de transporte também seguem as medidas anteriores. Os veículos devem passar por uma limpeza a cada viagem, disponibilizar álcool gel 70% aos passageiros, circular com as janelas abertas e higienizar equipamentos eletrônicos, como máquinas de cartão crédito e débito.
– Higienizar as mãos antes e depois de cada viagem;
– Evitar contato desnecessário com as diversas partes do veículo;
– Seguir a etiqueta respiratória: proteger boca e nariz ao tossir e espirrar;
– Preferir a realização de pagamento com cartões de crédito e débito.


Compartilhe: