fbpx

Justiça paraguaia decreta prisão preventiva de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão

Ronaldinho e o irmão estão detidos desde o dia 6 de março. Foto: Reprodução Twitter

A Justiça do Paraguai decretou neste sábado (7) a prisão preventiva de Ronaldinho Gaúcho e do seu irmão Roberto de Assis Moreira. O decreto foi feito pela juíza paraguaia Clara Ruíz Díaz.

A prisão é por tempo indeterminado. Segundo a imprensa paraguaia, eles permanecerão no país enquanto as autoridades investigam sobre o uso de passaportes falsos. O ex-jogador e seu irmão ficarão detidos no Agrupácion Especializada da Polícia Nacional.

Clara também negou o pedido de prisão domiciliar, feito pelos advogados dos irmãos.

Entenda o caso

Ronaldinho e Assis estão presos em caráter preventivo, a pedido do Ministério Público paraguaio, que temia que os dois deixassem o país antes das autoridades esclareceram porque os dois ingressaram no Paraguai usando documentos paraguaios com dados falsos. Caso não seja revertida, a prisão preventiva pode durar até seis meses.

O ex-atleta e seu irmão chegaram ao Paraguai na manhã da última quarta-feira (4). Embora cidadãos brasileiros possam ingressar no país vizinho apenas apresentando o documento de identidade brasileiro, Ronaldinho e Assis entregaram aos agentes da imigração um passaporte paraguaio preenchido com seus dados pessoais, como se fossem cidadãos naturalizados paraguaios.

Related Posts