fbpx

Infestação do mosquito Aedes aegypti aumenta em Porto Alegre

Foto: Patrícia Coelho/PMPA

A infestação do Aedes aegypti em Porto Alegre aumentou entre final de dezembro e início de fevereiro. A prefeitura de Porto Alegre fez o comunicado na tarde desta quarta-feira (12).

De acordo com dados do Monitoramento Integrado do Aedes, realizado semanalmente pela prefeitura, o índice na semana epidemiológica 6 (entre 2 e 8/2) foi de 0,33. Isso indica que a infestação passou do status moderado para de alerta na classificação, que vai de satisfatório a crítico.

O status “alerta” aumenta o risco de transmissão viral na cidade. Em 2020, Porto Alegre teve a confirmação de um caso importado de dengue, de acordo com o boletim Informativo emitido pela Secretaria de Saúde, com dados até 25 de janeiro.

O período de férias, somado à alta da temperatura podem ter reflexo direto no aumento na infestação. Os bairros que apresentaram maior índice de infestação foram Jardim São Pedro, Restinga, Boa Vista e Farroupilha. Nesses bairros foram coletadas 105 fêmeas do mosquito.

Medidas

Entre as medidas estão a retirada de pratos de vasos de plantas e a limpeza com esponja para retirada de ovos do vetor, tamponamento ou cobertura de caixas d’água ou recipientes de coleta de água da chuva, manutenção de calhas limpas e desimpedidas, colocação semanal de água sanitária em ralos externos, colocação de telas milimétricas nos ralos, manutenção de pneus em áreas cobertas ou furá-los para escoamento da água acumulada, manutenção de limpeza e tratamento em piscinas.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas