fbpx

PF cumpre mandados de operação contra tráfico internacional de drogas em Canoas

Foto: Emanuel Soares / Jornal Conexão Comunidade

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quinta-feira (13), uma operação contra integrantes de uma quadrilha envolvida no tráfico internacional de drogas. Foram cumpridos mandados em diversos Estados brasileiros no âmbito da Operação Narcos. No Rio Grande do Sul, as ações ocorreram em Canoas, na região metropolitana.

Conforme a PF, os elementos colhidos durante a investigação apontam que a organização vinha atuando em vários estados do país. O grupo utilizava pequenas aeronaves e aeródromos para trazer drogas da Bolívia de forma clandestina.

Após revendia os entorpecentes, no mercado interno ou enviava para outros países por meio de transporte marítimo, a partir de portos localizados em Santa Catarina e em outros estados do país. Ainda de acordo com a PF, o esquema da quadrilha envolvia até o contrabando de armas de calibre restrito.

O principal foco da Operação Narcos, ocorreu em Florianópolis (SC). Um homem foi preso em uma residência na praia dos Ingleses, no Norte da Ilha.

Os policiais vasculharam a residência, onde estava o homem alvo da operação, e apreenderam uma série de documentos. Além disso, uma caminhonete BMW com um potente som no porta-malas foi apreendida.

Na casa estavam pai, que não teve a identidade revelada, e uma filha menor. Até às 8h, a PF aguardava a chegada do Conselho Tutelar para fazer o encaminhamento da menina. A equipe que esteve cumprindo o mandado de prisão em Ingleses, sendo o único na Capital, veio de Itajaí.

Mandado em Canoas

Na região metropolitana de Porto Alegre, a Polícia Federal cumpriu um mandado de busca e apreensão e de prisão em Canoas. O nome do alvo e sua função no grupo criminoso não foi divulgado pela assessoria de comunicação da PF no Rio Grande do Sul.

Ao todo, estão sendo cumpridos 24 mandados de busca e apreensão e 17 mandados de prisão (16 preventivas e uma temporária, sendo quatro preventivas referentes a indivíduos que já se encontram presos). Os alvos estão localizados no Rio Grande do Sul (Canoas), Santa Catarina (Balneário Camboriú, Bombinhas, Brusque, Canelinha, Florianópolis, Itapema e Porto Belo), Bahia (Eunápolis e Porto Seguro), Minas Gerais (Governador Valadares), Espírito Santo (Linhares).

Veja vídeo

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas