Rodoviários e motoristas de aplicativos prometem parar Porto Alegre

Compartilhe:

O pacote que a prefeitura de Porto Alegre apresentou ontem (27) para reduzir o valor da passagem de ônibus na Capital vem causando polêmica.

Insatisfeito com as propostas apresentadas pela prefeitura, o Sindicato dos Rodoviários de Porto Alegre decidiu na tarde de terça-feira entrar em estado de greve.

Em reunião com entidades representativas de motoristas de aplicativos, os rodoviários prometeram “parar Porto Alegre” na quinta-feira. O objetivo da ação é impedir que os projetos sejam votados na Câmara municipal.

O pacote com cinco projetos que alteram o transporte público de Porto Alegre é classificado pelo governo  Nelson Marchezan Júnior como uma necessidade de ação.

Entre as principais propostas para reduzir o valor da passagem estão a criação de taxas para aplicativos de transporte, cobrar para a entrada de carros de outros municípios em Porto Alegre e a criação de uma tarifa de mobilidade urbana a ser paga por empresas que operam na Capital.

 


Compartilhe: