Prefeitura de Porto Alegre interdita 21 lojas por venda de celulares roubados

Compartilhe:

A Operação Mobile interditou 21 estabelecimentos de Porto Alegre por receptação e venda de celulares roubados. A ação é conjunta entre SMDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico), Brigada Militar e Guarda Municipal da Capital.

Segunda a prefeitura de Porto Alegre, a medida, que iniciou em outubro, realizou 18 interdições no Centro Histórico, uma na zona norte e duas na zona sul.

Os aparelhos apreendidos são encaminhados à Delegacia de Polícia para análise e definição dos crimes praticados pelos comerciantes interditados.

“A fiscalização protege toda a população ao reprimir o escoamento de aparelhos roubados ou furtados. Assim, contribuímos para coibir o ciclo do crime, que prejudica os estabelecimentos que atuam de forma regular e o cidadão ameaçado diariamente pela insegurança”, destaca o secretário municipal da SMDE, Eduardo Cidade.

Para o diretor de Fiscalização da SMDE, Denis Carvalho, a operação mostra, também, que a prefeitura tem condições de colaborar com a Brigada Militar no combate ao crime organizado.

“A receptação de celulares tem forte ligação com outros crimes, inclusive o tráfico de drogas. Nesse contexto, as interdições representam também uma forma de enfraquecer toda uma cadeia de atividades ilegais”, aponta.


Compartilhe: