fbpx

Literatura convida a um mapa de experiências no Uruguai

O Uruguai é um país multidestino, que oferece atração para todos os gostos. Quase com uma livraria em…

O Uruguai é um país multidestino, que oferece atração para todos os gostos. Quase com uma livraria em cada esquina, Montevidéu é uma cidade ideal para montar um itinerário aliando o gosto pela leitura a belas paisagens. arquitetura e história.

Entre os estilos de livrarias existem as de bairro, as especializadas ou as antiquárias, as encontradas em prédios históricos ou em pequenas instalações, algumas com cantos gastronômicos ou artísticos e até grandes jardins para tomar um café e se deixar levar por uma Boa leitura, – entre as mais de 50 está a Puro Verso, livraria localizada em Ciudad Vieja, mais precisamente no edifício Pablo Ferrando, um dos os exemplos mais exclusivos da arquitetura art noveau.

La Lupa, com sua cuidadosa seleção de literatura, poesia e ensaios, tem próprio rótulo: Creature Editor.

Librería Linardi y Risso, uma casa fundada em 1944, é especializada em livros latino-americanos, com uma longa experiência de trabalho com colecionadores, pesquisadores e bibliografistas.

Moebius é uma pequena livraria e galeria de arte, localizada no turista para pedestres. Este pequeno ponto de encontro de arte e livros nasceu em La Pedrera e foi instalado em Montevidéu a partir de 2007, sendo uma das primeiras galerias de arte e livrarias da cidade.

E finalmente Escaramuza, uma cafeteria localizada em uma antiga casa de 1903, na qual discutem o comércio do livreiro e a arte de cozinhar, convidando uma experiência diferente.

Sugestões

Alguns livros de turismo, produzidos e editados no Uruguai, cuja leitura é essencial para conhecer os diferentes destinos:

Uruguay Highlights

Por exemplo, Uruguay Highlights da editora Aguaclara recomenda mais de 30 viagens pelo país que podem estar próximas ao mar ou interior. É um livro guia, com mais de 290 páginas e editado em espanhol, inglês e português, com fotografias incríveis de Diego Velazco, Santiago Epstein, Matilde Campodónico e Nacho Guani, entre muitos outros, com textos que incluem circuitos culturais, caminhadas, sugestões gastronômicas e acomodações que convidam o turista a descobrir e aproveitar o Uruguai.

Karen Higgs

Outra publicação de referência é a escrita pela comunicadora e empresária galesa Karen Higgs, que vive no Uruguai há duas décadas e conseguiu colocar seu olhar estrangeiro para destacar o melhor do país.

Na verdade, são dois títulos: O Guia Guru’Guay To Montevideo, um guia inglês publicado em 2016 e que o convida a conhecer melhor a capital, e o Guia Guru’Guay To Uruguay: Beaches, Ranches and Wine Country, publicado em 2017.

Nos dois guias, segundo a autora, tenta refletir o que o Uruguai realmente oferece ao turista, do ponto de vista da própria experiência de Higgs, que com humor e carinho fala do que conhece pessoalmente. “A maioria dos turistas que chegam ao Uruguai – diz a autora da publicação – quer passar um tempo na praia, provar os ótimos vinhos e talvez conhecer o país dos gaúchos, além de conferir a cultura e a arquitetura de Montevidéu. ”

Os guias incluem dados práticos sobre como e quando viajar, férias, informações sobre transporte público, dinheiro e dicas, além de recomendações sobre o que comer e beber.

“Fiestas del Uruguay”

Em outro quadro de referência, mas do ponto de vista do resgate de tradições, o livro “Fiestas del Uruguay”, do antropólogo Antonio di Candia e do fotógrafo Federico Estol, e o trabalho subsequente baseado nesta publicação, Guía de fiestas uruguayas faz uma revisão interessante das partes mais curiosas que ocorrem em todo o país, detalhando onde e quando eles acontecem, como chegar lá e que história eles têm por trás

São livros ideais tanto para o turista estrangeiro quanto para o viajante local, porque, apesar de sua história jovem e de um território pouco extenso, o Uruguai teve e tem homens que sempre encontraram a desculpa perfeita para conhecer e celebrar, entre outras coisas, por Artigas, pela uva e pelo vinho, pelos costumes nacionais e de outros países, pelas virgens e santos, pelo Deus Momo do carnaval e até pela nostalgia.

Outro livro, no plano mais norteador, é Montevideo / Manual del Visitante, obra com fotografias de Ignacio Naón e textos de Armando Olveira Ramos, com tradução para o inglês. Embora não seja uma publicação nova, é uma produção mais do que interessante por sua sensibilidade aos circuitos turísticos e patrimoniais da capital, com uma visão original de suas ilhas – de Ratos, de Gaivotas e da lendária Ilha das Flores, com todo o seu charme e seus mitos – para o bairro de Peñarol – sinônimo de indústria ferroviária e paixão esportiva -, para a ravina costeira e suas praias, para a arquitetura art déco e assim por diante.

Finalmente, um livro cuja leitura não pode ser desperdiçada antes de viajar pelo país é Vacaciones en Familia, um guia colorido com 140 páginas, e todas as informações necessárias para sair da rota e aproveitar o Uruguai com mais de 50 escapadas pelo país.

 

 

Notícias relacionadas