Vazamento de produto químico causa morte de peixes e aves em Campo Bom

Peixes e aves que estavam em um arroio de Campo Bo morreram. Ao menos uma pessoa teve queimaduras ao entrar em contato com a água contaminada.

Compartilhe:

A Fepam (Fundação Estadual de Proteção Ambiental) está investigando um vazamento de produto químico em Campo Bom, no Vale do Sinos. Peixes e aves que estavam um afluente do Rio dos Sinos morreram. Ao menos uma pessoa teve queimaduras ao entrar em contato com a água contaminada.

O vazamento foi comunicado à Fepam na quinta-feira (3). Uma equipe de emergência do órgão esteve na empresa multinacional Verallia, que fabrica vidros. Houve vazamento na estação de tratamento de efluentes da empresa. O problema teria ocorrido após o rompimento de um tanque com produtos químicos.

Os materiais, que são usados na planta industrial, vazaram para estação de efluentes. No entanto, esta transbordou e os rejeitos foram para a drenagem pluvial e, por fim, para o arroio. Os poluentes percorreram cerca de 150 metros até um banhado às margens do Rio dos Sinos. Ainda não se sabem, porém, que produto vazou da empresa.

Conforme a Fepam, a difusão do material foi percebida por operários da Prefeitura de Campo Bom que atuavam em uma obra de esgoto. Amostras de água foram retiradas do arroio e encaminhadas a um laboratório credenciado, mas os resultados não ficaram prontos. Um pato que foi encontrado morto na beira do curso d’água foi levado para análise na Feevale. Os laudos devem ser anexados aos relatórios que serão elaborados pela Fepam.

O vazamento dos produtos químicos, no entanto, não deve afetar o abastecimento de água em Campo Bom. O ponto de captação fica antes do local onde houve a contaminação.

Investigação

Uma investigação foi aberta para apontar modificações na planta industrial para evitar novos vazamentos. O protocolo também pode apontar eventuais responsabilidades. Embora atenda normas internacionais, a Verallia pode ser multada pela Fepam.

Conforme a fabricantes de vidros, está sendo feita contratação de empresas especializadas. Confira a manifestação da Verallia.

“A Verallia informa que, devido a um problema técnico ocorrido na estação de tratamento de resíduos da empresa, ocorreu o vazamento de material não tratado em uma galeria de águas pluviais desativada.

A empresa ressalta que adotou imediatamente todas as medidas de contenção e tratamento deste incidente e que segue trabalhando com todos os seus recursos, inclusive contratação de empresas especializadas, para a solução definitiva da questão o mais rápido possível. Adicionalmente, a Verallia afirma que está em constante contato com os órgãos ambientais e seguindo todas as recomendações cabíveis.

A Verallia reitera que a fábrica em Campo Bom (RS) é certificada pela ISO 14001:2015, opera dentro de total conformidade com as leis ambientais e possui todas as licenças necessárias para sua operação.”


Compartilhe: