fbpx

Preso autor de incêndio em ônibus que deixou 14 feridos em Canoas

Foi preso o homem que a Polícia acredita ser o autor do incêndio criminoso contra um ônibus em Canoas, na região metropolitana. O bandido, que já tinha antecedente por outro crime do mesmo tipo, foi preso no fim de semana. Ao todo, 14 pessoas ficaram feridas no atentado. Duas seguem internadas.

Conforme a Polícia Civil, a prisão de Yarllison Deloni de Mello da Silva, 24 anos, só foi divulgada hoje. Ele estava escondido em uma casa no bairro Rio Branco, na mesma cidade.

Além dele, a participação de mais três criminosos no crime é investigada. Os comparsas já foram identificados e diligências estão sendo feitas para capturá-losm de acordo com o delegado Mario Souza.

O bandido preso, que tinha marcas de queimaduras, já é conhecido da polícia. Em 2016, ele ateou fogo à casa de uma ex-companheira em Canoas. Em depoimento, o incendiário confessou o crime e deu versões do que teria ocorrido.

Conforme as investigações da Polícia Civil, a quadrilha pretendia dar “um susto” no grupo rival da região. O incêndio naquela linha ocorreu de forma aleatória. O líquido usado para colocar fogo no ônibus teria sido etanol.

O crime

O incêndio no ônibus da empresa Vicasa ocorreu na noite de terça-feira (27), por volta das 23h50, no terminal de ônibus da estação Mathias Velho/Trensurb. Os passageiros ainda embarcavam na última viagem da linha Guajuviras/Integração quando o coletivo foi invadido por um bandido. Ele jogou um líquido inflamável contra o piso do ônibus e ateou fogo.

As chamas rapidamente se espalharam, consumindo totalmente o veículo, que era articulado. Catorze pessoas ficaram feridas, sendo duas em estado grave e que seguem internadas. Alguns passageiros também tiveram cortes por causa dos vidros quebrados.

Pelo menos quatro criminosos, usando toucas, participaram da ação. Eles fugiram em um carro, mas foram gravados por câmeras de videomonitoramento.

O terminal teve quatro paradas destruídas pelas chamas. A operação das linhas, porém, não foi afetada.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas