fbpx

PRF apreende 500 kg de pescado impróprios para o consumo na BR-116

Conforme a PRF, a descoberta da carga de siri se deu durante fiscalização realizada na BR 116, no início da noite dessa sexta-feira (23) em Pelotas, no Sul do Estado.
Carga de siri estava sendo transportada na BR-116. Foto: PRF / Divulgação

Uma ação conjunta da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e da Vigilância Sanitária apreendeu meia tonelada de siri impróprios para o consumo. O produto estava sendo transportado sobre uma lona plástica, solto no compartimento de carga de uma caminhonete. O pior é que a carne estava totalmente sem refrigeração.

Conforme a PRF, a descoberta da carga de siri se deu durante fiscalização realizada na BR 116, no início da noite dessa sexta-feira (23) em Pelotas, no Sul do Estado. Uma Saveiro com placas de Laguna (SC) foi abordada e os agentes flagraram o transporte irregular.

Os 500 quilos de pescado estavam acondicionados de forma irregular no compartimento de carga do veículo. A forma que o produto estava sendo transportado viola as normas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A Vigilância Sanitária de Pelotas foi acionada e constatou que a carga estava imprópria para consumo. A mercadoria, que tinha como destino o estado de Santa Catarina, foi apreendida e deve ser descartada. De acordo com a Vigilância, o produto não tinha condições de ser consumido por humanos.

O veículo usado no transporte não estava devidamente licenciado e foi removido ao depósito.

Conforme a PRF, vender ou expor à venda ou, de qualquer forma, entregar matéria prima ou mercadoria, em condições impróprias ao consumo constitui crime contra as relações de consumo, conforme a lei nº 8.137, de 1990.

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas