Inter vence o Cruzeiro no Mineirão e está a um passo da final da Copa do Brasil

Compartilhe:

O Inter deu importante passo rumo à classificação para a final da Copa do Brasil ao vencer o Cruzeiro no Mineirão pelo placar de 1 a 0 com gol de Edenílson na segunda etapa. Na partida de volta, que acontece dia 4 de setembro no Beira-Rio, o time de Odair Hellmann joga por vitória ou empate para seguir em frente na competição.

O confronto foi cheio de tensão, o Cruzeiro vinha de 7 jogos sem vitória, em uma crise institucional e técnica mas, em contrapartida, ostentava o recente bicampeonato da competição. Já o Inter, em ascensão na disputa e também na Libertadores da América, precisava ser sólido na defesa para impedir o ímpeto dos mineiros jogando em casa.

Na primeira etapa o Cruzeiro teve mais posse de bola, porém sem assustar com jogadas aguças o gol de Marcelo Lomba. Quem levou algum perigo à meta vermelha foi o atacante Sassá, que por pelo menos duas vezes conseguiu um espaço mínimo para dominar a bola de costas para a zaga do Inter e virar para chutar em direção ao gol. Para azar do time de Mano Menezes, as conclusões foram para fora.

O Inter também não conseguia concluir com perigo. O centroavante Guerrero não achava espaço e, com o time mais voltado para resistir do que atacar, o trabalho dos avantes ficou bastante prejudicado. Na primeira etapa, o melhor lance do jogador peruano foi um passe em infiltração que deixou Uendel à vontade dentro da área para fazer cruzamento que acabou passando em branco.

Na segunda etapa o time da casa veio com mais vontade, decidido a abrir o placar, mas o trabalho forte da defesa Colorada fez com que o bom volume de jogo dos cruzeirenses não se transformasse em perigo real. Dessa forma, os treinadores perceberam que era o momento de modificar as equipes. Após os 20 minutos da etapa final, duas trocas haviam sido feitas no ataque de ambos os times.

No Cruzeiro, Sassá deu lugar ao veterano e perigoso centroavante Fred. Do lado vermelho, Odair retirou de campo Nico López e colocou Wellington Silva em seu lugar. A mudança Colorada deu mais resultado e o time gaúcho cresceu na partida.

Em aproximadamente 10 minutos o time do Beira-Rio teve pelo menos duas chances claras de marcar. Primeiro com o próprio Wellington Silva, que recebeu passe de calcanhar de Edenílson e chutou em cima do goleiro Fábio. Pouco tempo depois, Patrick conseguiu fazer sua jogada característica de força pela extrema lateral esquerda, passou pelo marcador e cruzou para a conclusão de Guerrero, que parou também nas mãos de Fábio.

O gol do Inter parecia estar amadurecendo e, na terceira chance de abrir o placar a bola não escapou das redes. Em uma cobrança de falta próxima a área, Paolo Guerrero chutou alto, no canto e o goleiro do Cruzeiro se esticou todo para defender, porém no rebote, Edenílson surgiu antes dos zagueiros e completou para dentro do gol. Festa dos aproximadamente 2 mil torcedores Colorados que foram ao Mineirão.


Compartilhe: