Inter perde por 2 a 0 para o Flamengo e se complica na Libertadores da América

Compartilhe:

O Inter foi derrotado por 2 a 0 pelo Flamengo na noite de hoje no primeiro jogo das quartas-de-final da Taça Libertadores da América. Com o resultado, ficou muito difícil a missão dos gaúchos de seguir em frente na competição já que, na partida de volta, será preciso uma vitória por 3 gols de diferença para a classificação no tempo normal.

O jogo foi marcado por muita disputa entre as duas equipes e poucas chances de gol. Com o Maracanã lotado e barulhento, o Flamengo naturalmente assumiu a iniciativa de dominar a bola, ter mais volume de jogo e tentar empurrar o Inter para trás.

Odair Hellmann armou o seu time de maneira reativa, com uma estrutura sólida de meio e defesa. Os pilares no setor central foram Lindoso, Patrick e Edenílson. Na zaga, a dupla Moledo e Cuesta, como de costume, agiu muito bem na resistência aos dribles e estratégias dos avantes cariocas.

O ponto negativo da primeira etapa Colorada foi a falta de finalizações a gol, o que era esperado devido à formatação da equipe. No ataque, Guerrero atuou como pivô e tinha, em lados opostos, Rafael Sobis e D’Alessandro, jogadores experientes, habilidosos, mas já sem intensidade.

No segundo tempo essa dupla foi substituída por Wellington Silva e Nico López. Os dois são jogadores mais velozes e voltados ao ataque, mas por outro lado, acabaram retendo menos a bola no setor de meio e frente, o que resultou em um avanço mais perigoso do time do Flamengo.

Dessa forma o time carioca conseguiu abrir o placar e ainda aumentar sua vantagem com dois gols do craque Bruno Henrique, que poderá ser até mesmo convocado para a Seleção Brasileira pelo técnico Tite. O treinador esteve no Maracanã assistindo a partida.

O certo é que a missão Colorada, ainda que restem mais 90 minutos a serem disputados para a definição de quem avança para as semifinais da Taça Libertadores da América, é extremamente árdua. O segundo jogo ocorre na semana que vem no estádio Beira-Rio e o Inter precisará, assim como fez com o Palmeiras na Copa do Brasil, reverter o resultado negativo, mas terá que vencer por dois gols de diferença para, pelo menos, levar aos pênaltis.


Compartilhe: