fbpx

Brasil vence o Peru por 3 x 1 na final da Copa América 2019

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Depois de cinco partidas – sendo três vitórias e dois empates -, a seleção brasileira entra em campo neste domingo para decidir o título da Copa América. A partida contra o Peru (que tem uma campanha de duas vitórias, dois empates e uma derrota) será realizada no estádio Maracanã, às 17h (horário de Brasília). Acompanhe a partida em tempo real:

Em sua primeira final da “era Tite”, o Brasil tem, a seu favor, a torcida (com expectativa de 70 mil torcedores no Maracanã), o retrospecto e o histórico na competição. Na última partida entre as equipes, disputada na primeira fase desta Copa América, o Brasil goleou por 5 a 0. Além disso, a seleção nunca deixou de ser campeã quando sediou a Copa América: foi assim em 1919, 1922, 1949 e 1989. Se vencer, a Seleção chegará ao seu nono título sul-americano.

Dentro de campo, o Brasil conta a repetição de uma boa atuação de Daniel Alves e Gabriel Jesus. Os jogadores foram destaques na vitória por 2 a 0 contra a Argentina nas semifinais. Na partida, Gabriel Jesus quebrou um jejum de nove jogos sem marcar com a camisa verde e amarela. O Brasil vai a campo com Alisson; Daniel Alves, Thiago Silva, Marquinho e Alex Sandro; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Gabriel Jesus, Everton e Roberto Firmino.

O Peru vem de duas classificações (contra Uruguai e Chile) nas quais não era apontado como favorito. O selecionado peruano não chegava a uma final de Copa América há 44 anos – a última vez foi em 1975, ano em que ergueu seu último título. O Peru também foi o vencedor da edição de 1939, e tenta conquistar a terceira taça de sua história.

Na equipe, o principal destaque é o atacante Paolo Guerrero. Ex-jogador do Flamengo, ele conhece bem o Maracanã e busca repetir a atuação das semifinais, quando marcou o terceiro gol da vitória contra o Chile. O técnico Ricardo Gareca vai escalar Gallese; Advíncula, Zambrano, Abram e Trauco; Tapia, Yotún, Carrillo, Flores e Cueva; Guerrero.

A arbitragem de Brasil e Peru fica a cargo do chileno Roberto Tobar. Ela será auxiliado pelos chilenos Christian Schiemann e Cláudio Rios. O árbitro de VAR será o também chileno Julio Bascuñan.

Leia também