Setor coureiro-calçadista apresenta moda brasileira no Equador

Setor coureiro-calçadista apresenta moda brasileira no Equador

Compartilhe:

O setor de componentes para calçados e produtos de moda irá representar o país no Equador, na FICCE (Feira Internacional do Calçado e Componentes do Equador), nesta quarta (10), quinta e sexta (12). Participam empresas como Biatex, Retma, Michelon, ERPS, Morbach, Isa Tecnologia e Serotom.

O objetivo é apresentar o melhor em inovação, tecnologia e designer Made in Brasil para a cidade de Quito e estimular os negócios e o intercâmbio de informações entre os fabricantes brasileiros, ampliando suas relações comerciais com o mercado do Equador.

A presença do Brasil acontece pelo projeto By Brasil Components, MachineryandChemicals, ação realizada pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Assintecal e convênio com a Abrameq.

A FICCE é o principal evento equatoriano para a indústria calçadista e a ação pretende também gerar novas parcerias comerciais, conquistando novos clientes e distribuidores locais- ampliando a participação brasileira nos segmentos também de químicos e maquinários.

5º maior produtor de calçados da América Latina

O Equador é o 5º maior produtor de calçados da América Latina, com uma produção de 40 milhões de pares ao ano. Entre os polos calçadistas locais, destacam-se Tungurahua, Azuay, Pichincha e Guayas.

O país está entre os 15 principais destinos das exportações das empresas do setor de componentes brasileiras, importando em 2018 mais de US$ 10 milhões e apresentando um crescimento de 35,3% em relação ao ano anterior.


Compartilhe: