fbpx

Projeto planta 500 mudas em Torres pelo Dia de Proteção às Florestas

O Ar, Água e Terra é responsável pelo plantio de mudas de espécies nativas da Mata Atlântica na aldeia guarani Teko’a Nhuu Porã. Foto: Divulgação

O Projeto Ar, Água e Terra: Vida e Cultura Guarani vai plantar mais de 4.500 mudas em várias regiões do País pelo Dia de Proteção às Florestas. A ação acontece em conjunto com 14 projetos patrocinados pela Petrobras.

O Ar, Água e Terra é responsável pelo plantio de 500 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica na aldeia guarani Teko’a Nhuu Porã em Torres. O plantio acontece, em mutirão de indígenas e não indígenas, entre hoje (15) e sexta-feira.

Dentre as mudas a serem plantadas, dez espécies estão ameaçadas de extinção, como Pau-Brasil, Juçara, Guabiroba, Canela, Butiá e Araticum.

Figura mística

Na cultura popular brasileira, a proteção das florestas é personificada na figura mística do Curupira, um espírito mágico que habita as florestas e ajuda a protegê-la.

Por este motivo, o dia 17 de julho é o Dia de Proteção às Florestas e também o Dia do Curupira, o “protetor das florestas”.

Nesta data muitas ações práticas são realizadas para mostrar a importância de fazer algo para proteger as florestas.

Reforça-se a importância da proteção das florestas não só para a regulação do clima, mas também para a manutenção da vida no planeta.

Esta ação conta com uma campanha digital nas redes sociais dos projetos participantes com a hashtag #florestaseclima e #juntospelomeioambiente.

 

 

📰 Receba as notícias do Agora no seu WhatsApp e Telegram
Notícias relacionadas