Preso suspeito de participar da morte de gerente de banco em Anta Gorda

O bancário não foi mais visto desde o dia 13 de novembro de 2018. Um homem, de 52 anos, foi preso pelo crime de homicídio qualificado, por motivo fútil e ocultação cadáver.

Compartilhe:

A Polícia Civil lançou uma operação para elucidar o desaparecimento do gerente de banco Jacir Potrich, de 55 anos, gerente do banco Sicredi. O bancário não foi mais visto desde o dia 13 de novembro de 2018. Um homem, de 52 anos, foi preso pelo crime de homicídio qualificado, por motivo fútil e ocultação cadáver.

Para a investigação, Potrich foi sequestrado na linha Felizardo, localidade no interior de Anta Gorda. Posteriormente, foi morto. A motivação do crime será divulgada pela Polícia Civil em entrevista coletiva.

O acusado, que não teve o nome tornado público até o momento, foi preso em um apartamento de Capão da Canoa, no Litoral Norte. A ação, coordenada pelo delegado Guilherme Pacífico da Silva, chegou no suspeito após dois meses de investigação.

Policiais civis, brigadianos, bombeiros miliares e peritos criminais cumpriram dois mandados de busca e apreensão. Um deles foi na residência e outro no local de trabalho do acusado, no municípios de Anta Gorda e Arvorezinha. As diligências visam a localização do corpo da vítima, já que se apura também o crime de ocultação de cadáver.

O preso ficará recolhido por trinta dias, tempo este destinado a conclusão do inquérito policial. O preso está sendo encaminhado à Delegacia de Polícia de Anta Gorda e, após, será recolhido ao Presídio Estadual de Encantado.


Compartilhe: