Motoristas de aplicativo protestam por mais segurança em Porto Alegre

A principal reclamação da categoria é o uso de dinheiro como forma de pagamento. 

Compartilhe:

Centenas de motoristas de aplicativo fizeram uma carreata pelas principais ruas e avenidas de Porto Alegre. O pedido é simples: maior segurança para trabalharem. Eles também não estão aceitando corridas durante todo o dia, também em forma de protesto.

Em Porto Alegre, a mobilização teve início no Largo Zumbi dos Palmares, no Centro. A concentração dos motoristas começou por volta das 5h da manhã. Entre 8h e 11h20, eles percorreram vários pontos da Capital, sendo escoltados pela Brigada Militar e EPTC.

Desde 11h25, os profissionais se concentram no estacionamento ao lado do Estádio Beira-Rio, na avenida Padre Cacique. A previsão é que eles realizem uma caminhada até a sede de uma empresa de aplicativo que fica na região.

A principal reclamação da categoria é o uso de dinheiro como forma de pagamento.

Ao Correio do Povo, o presidente da Alma (Associação Liga dos Motoristas de Aplicativos), Joel Moraes, defendeu um cadastro mais rigoroso dos usuários nas plataformas dos serviços. Ele também pediu que o condutor tenha liberdade em aceitar ou não o pagamento da viagem em dinheiro.

“Nosso objetivo é segurança”, enfatizou. “Nosso pedido é de que o passageiro seja efetivamente identificado. O atual cadastro é falho”, observou. Segundo ele, as empresas “precisam ser sensíveis” e deixar que o motorista aceite ou não pagamento em dinheiro.


Compartilhe: