Motorista de ônibus nega à polícia que tenha atropelado mulher no bairro Santana

A vítima foi identificada como identificada como Izabel Cristina Pessoa, 52 anos. O caso é tratado como crime de trânsito porque o autor do atropelamento fugiu do local sem prestar socorro.

Compartilhe:

A Polícia Civil segue investigando o caso em que uma mulher morreu ao ser atropelada, no bairro Santana, em Porto Alegre, no sábado (24). A vítima foi identificada como identificada como Izabel Cristina Pessoa, 52 anos. O caso é tratado como crime de trânsito porque o autor do atropelamento fugiu do local sem prestar socorro.

Em depoimento, o motorista do ônibus que poderia ter causado o acidente negou que tenha atingido a vítima. O veículo havia sido capturado por câmeras de videomonitoramento da região.

Havia suspeita que o veículo tivesse envolvido. Por isso, a Polícia Civil divulgou imagens do acidente, pedindo que as pessoas dessem informações para localizar o coletivo.

No entanto, o motorista do ônibus, que pertence à Cootravipa (Cooperativa de Trabalhadores Autônomos das Vilas de Porto Alegre) negou o atropelamento. Ele se apresentou à polícia espontaneamente após a repercussão do caso.

De acordo com a delegada Roberta Bertoldo, que investiga o atropelamento, o profissional afirmou que não atropelou. No depoimento prestado, também negou que tenha visto o corpo caído na via. O acidente ocorreu na esquina da Jerônimo de Ornellas com Santana, por volta das 5h45 da manhã, de acordo com a polícia.

A polícia ainda procura testemunhas e mais imagens de câmeras de segurança para tentar identificar o autor do atropelamento com morte.


Compartilhe: